30 de novembro de 2012

O governo cometeu (mais do que) um erro

O porto de Douro e Leixões está muito mais á frente, está no mesmo pais que o nosso mas as leis lá não se aplicam, (se alguém assaltar bancos constantemente e o proveito desses assaltos for para fazer crescer a nossa economia não há problema só precisamos de mudar a lei para que o roubo não seja punido na nova lei) porque há bastantes anos que o referido porto não cumpre a lei actual, mas se tudo correr com planeado pelos governantes que é adaptar uma lei ao porto de Leixões para que este deixe de transgredir, tudo se resolverá.
Reparos á parte fica agora parte  da transcrição de uma entrevista do ilustre presidente da câmara de Ílhavo o Sr. Ribau Esteves sobre a asneira feita pelos seus colegas de mais alto “Nível”

Nos jornais regionais, foi transcrito todo o resto, esta parte não interessou…

Entendo que o governo português tem tido nesta matéria dos portos uma atitude excessivamente passiva o governo tem que investir muito mais na negociação com os sindicatos O governo cometeu um erro de assinar um acordo sobre o novo regime da lei portuária do trabalho portuário com os sindicatos que representam apenas 20% dos trabalhadores é um erro de estratégia porque deixou de fora 80% deles e além de os deixar de fora eles intenderam isso como um ato politico provocatório e portanto é importante que o governo tenha uma nova frente intensa e ao mais alto nível de empenhamento politico no diálogo com os sindicatos para procurar que haja soluções e se isso for de todo impossível, obviamente tem que agilizar mecanismos legais nomeadamente na área da requisição civil para resolver uma situação que hoje é grave …


Ribau Esteves critica governo | Muziboo

1 comentário:

Fernando Gomes disse...


Caros Amigos e Companheiros:

Este só agora acordou! De resto o que até aqui tem comentado só revela ignorância!


Saudações Sindicais
FGOMES

02 de Dezembro de 2012.