22 de março de 2015

ADIG dá nota positiva a teste de descarga de petcoke

A Associação para a Defesa dos Interesses da Gafanha esteve representada na verificação da operação de descarga de Petcoke no Porto de Aveiro. Humberto Rocha, Presidente da ADIG, assume que “ficou mais tranquilo” com as medidas adoptadas mas voltou a lembrar que “é indispensável” a colocação de uma barreira contra os ventos dominantes de Norte e Noroeste. Os representantes da Cimpor terão garantido que iriam estudar tecnicamente esse projecto.
Os dirigentes associativos estiveram no Porto de Aveiro onde constataram a presença de uma embarcação de porte mais reduzido “sendo depositado menos produto no cais”. “A descarga fazia-se cuidadosamente, levando o balde da grua até ao contacto com a pilha e só depois era aberto e, ao mesmo tempo, era para aí direcionado um jato de água de alta pressão para evitar as poeiras. Simultaneamente havia um canhão de água pulverizada, a funcionar continuamente, sobre a pilha de Petcoke, evitando a dispersão de partículas. Os camiões, de imediato, eram cobertos, evitando perdas pela estrada. As rodas dos veículos serão lavadas, mas com o cuidado de evitar escorrências para a Ria”.
A ADIG afirma que se todas as manobras de carga e descarga do Petcoke continuarem a ser feitas desta forma “haverá uma melhoria substancial na qualidade de vida das populações”, congratulando-se com a presença de um funcionário da Cimpor em permanência, a fiscalizar todas as etapas do processo e da garantia, dada pelo Dirigente da Socarpor, de que tudo será feito para cumprir com as normas de movimentação deste tipo de produtos.

18 de março de 2015

APP e AGEPOR assinam Protocolo sobre Estatísticas Portuárias

A Associação dos Portos de Portugal (APP) e a Associação dos Agentes de Navegação de Portugal (AGEPOR) assinaram um protocolo de colaboração para a criação de uma inovadora ferramenta de informação estatística dos portos, que congrega pela primeira vez online a informação relativa ao movimento de cargas e navios de todos os portos portugueses.
Com esta ferramenta os portos e os agentes de navegação passam a ter acesso online aos dados estatísticos globais do movimento dos portos Portugueses, facilitando o estudo, a tomada de decisão e o desenvolvimento de estratégias visando atrair mais serviços de transporte marítimo para Portugal e promover a eficiência e a redução de custos através da melhoria das condições de funcionamento do mercado.
Este protocolo insere-se no programa de medidas que têm vindo a ser implementadas pela APP no âmbito do programa de redução de custos para a exportação e incremento da transparência e funcionamento do mercado nos portos portugueses.
Do lado da AGEPOR trata-se de concretizar a muito antiga ambição de proporcionar aos seus associados esta ferramenta que lhes é tão essencial e que promove a concorrência e competitividade.

Carga de pellets

Fotos mostram uma carga de pellets feita no terminal norte do porto de Aveiro, pela empresa de estiva AVEIPORT. Momento em que é realizado o trimming da carga ( acomodação da carga nos compartimentos do navio para que o mesmo fique sempre aprumado. )




Delegação dos Portos de São Tomé e Príncipe no Porto de Aveiro

Dois representantes da Empresa Nacional de Administração dos Portos de S. Tomé e Príncipe (ENAPORT), estiveram de visita ao Porto de Aveiro.
A delegação, que integrava Alexandre Guadalupe (Director-Geral) e Osvaldo Ceita (assessor da Direcção-Geral), foi recebida pelo pleno do novo Conselho de Administração da APA, S.A.
Com Braga da Cruz, João Borges, Luís Leal e Olinto Ravara, a que se juntou José Mota (responsável pela operação portuária da APA, S.A), os visitantes abordaram diversas áreas de interesse comum tendo em vista uma colaboração futura, em linha com o que já vem sucedendo no âmbito da Associação dos Portos de Língua Oficial Portuguesa (APLOP).
Recorde-se que tanto o Porto de Aveiro como a ENAPORT integraram o núcleo de fundadores desta associação de âmbito intercontinental.
portodeaveiro
 

13 de março de 2015

Carga de bicicletas

Carga de bicicleta rumo ao planeta Arunidia... Mais promenores deste planeta talvez para a próxima semana.


11 de março de 2015

Presidentes dos portos de Espanha e Portugal juntos no Porto

Os presidentes da espahola Puertos del Estado e da portuguesa Associação dos Portos de Portugal serão oradores no Seminário de Transporte Marítimo que o TRANSPORTES & NEGÓCIOS promove no Porto, na próxima quinta-feira, dia 12.
José Llorca Ortega e Vítor Caldeirinha participarão num painel onde se debaterá o que está a ser feito por cada um dos países, isoladamente e em conjunto, para afirmar a posição dos portos ibéricos no contexto mundial.
O surgimento das mega-alianças, os investimentos na expansão dos canais do Panamá e do Suez, a dimensão crescente dos navios porta-contentores e as flurtuações na geografia do comércio mundial são outros tantos desafios e oportunidades para os portos ibéricos.
Não deixando de lado a concorrência – desejada e fomentada pelo próprio mercado -, os portos de Espanha e Portugal parecem agora mais apostados numa postura de coopetição no mercado mundial.
Ainda recentemente, os dois países apresentaram candidaturas coordenadas ao CEF para o co-financiamento comunitário do projecto de desenvolvimento da Janela Única Logística à escala ibérica.

Governo aumenta administradores nos portos

De uma assentada, o Governo nomeou nove novos administradores para os portos nacionais. A partir de agora, todas as administrações passam a ter quatro administradores. São mais do que no início do mandato do Executivo.
A decisão terá colhido de surpresa quase todos no meio marítimo-portuário nacional, sabe o TRANSPORTES & NEGÓCIOS. Na passada sexta-feira, o Executivo nomeou o novo Conselho de Administração dos portos de Aveiro e da Figueira da Foz e, ao mesmo tempo, reforçou todas as demais AP com um, ou mesmo dois, administradores.
No caso de Leixões, apurou o TRANSPORTES & NEGÓCIOS, a escolha governamental recaiu sobre Alberto Santos, ex-presidente da Câmara e actual presidente da Assembleia Municipal de Penafiel.
Para Aveiro foram nomeados quatro administradores, para Lisboa um, para Setúbal dois e para Sines um. Não foi possível apurar os seus nomes.
O aumento do número de administradores das administrações portuárias surge ao arrepio do que foi, desde o início do mandato, o discurso do Governo em prol da redução do número de dirigentes e das poupanças daí decorrentes. Recorde-se que chegou a ser equacionada a criação de uma holding, que reduziria a cinco os administradores de todos os portos.
Várias fontes contactadas pelo TRANSPORTES & NEGÓCIOS sublinham que o contraste com o discurso e a prática do Executivo até ao momento é particularmente evidente nos casos dos portos de Lisboa e Setúbal, para os quais sempre foi sugerido que a prazo a solução passaria pela fusão ou, no mínimo, por uma administração conjunta.

De cima da grua

Vista da cabine da grua sobre a Gafanha da Nazaré, a localidade "vizinha" do porto de Aveiro.

MSC “ameaça” deixar Las Palmas por causa dos custos

A MSC exige que os custos da estiva em Las Palmas sejam reduzidos. O presidente da autoridade portuária diz que as negociações com os sindicatos têm de ir além do que está para ser discutido em Madrid.O presidente da Autoridade Portuária de Las Palmas insistiu ontem com as empresas de estiva para que encontrem formas de reduzir os custos de movimentação das cargas. “Las Palmas tem de negociar independentemente do que se passe em Madrid”, referiu, citado pela imprensa local, aludindo às negociações que o governo espanhol manterá com os operadores portuários e sindicatos sobre a revisão da legislação do trabalho portuário.Luis Ibarra reagiu assim às exigências da MSC, que terá “ameaçado” trocar o hub de Las Palmas por outros portos continentais caso não sejam revistos em baixa os custos da estiva.O presidente do porto de Las Palmas sublinhou o caminho já feito pelos operadores e sindicatos mas sustentou que se pode fazer ainda mais para reduzir a factura portuária. E sugeriu, por exemplo, a reforma dos efectivos através de reformas antecipadas e o controlo – redução – da taxa de absentismo.
transportesenegocios 

Grupo ETE reforça parceria com a Link

O Grupo ETE decidiu reforçar a sua parceria com a consultora tecnológica portuguesa Link, alargando a utilização da solução de Gestão de Transportes NaviTrans a outras empresas do grupo. “Após a excelência demonstrada pela Link na execução do projeto NaviTrans na ETE Logística, o Grupo ETE decidiu estender a utilização desta solução de Gestão de Transportes a outras empresas do grupo”, explica a empresa. Desta forma, a solução NaviTrans, foi implementada com igual sucesso nas empresas Marfrete Açores e Marfrete Lisboa, que tal como a ETE Logística, “passaram a poder usufruir de uma solução que abrange todas as áreas funcionais da empresa, incluindo a Gestão Operacional do Negócio de Trânsitos e Armazéns”, refere a Link. O Grupo ETE concretiza, assim, o seu objetivo de dispor de um Sistema de Gestão Integrada nas várias empresas do grupo, o que lhes permite e facilita a gestão de todos os processos financeiros e operacionais numa única aplicação, otimizando a sua performance empresarial. 

Porto de Leixões: TCL registou segundo melhor fevereiro de sempre

O mês de fevereiro de 2015 foi o segundo melhor fevereiro de sempre na história do Terminal de Contentores de Leixões ficando apenas atrás de fevereiro do ano passado. Assim, no mês que há pouco terminou, o TCL movimentou 46.792 TEU, uma quebra homóloga de 10%. Considerando o número de contentores movimentados (29.657), a quebra homóloga foi de 11%.
Isto apesar de, em fevereiro, a eficiência do Terminal ter estado uma vez mais em alta, com a produtividade líquida na operação dos navios a atingir em média os 39 movimentos/hora e o tempo médio de permanência no porto dos camiões (que demandam o TCL para entregar/levantar contentores) a ser de, apenas, 33 minutos.

LIDERADO POR JOÃO PEDRO BRAGA DA CRUZ Porto de Aveiro tem novo Conselho de Administração

O Governo nomeou na segunda-feira o novo Conselho de Administração dos portos de Aveiro e da Figueira da Foz, que será liderado por João Pedro Braga da Cruz (na foto). O novo presidente daqueles portos desempenha atualmente funções como presidente da Assembleia Municipal de Ovar pelo PSD.
À administração presidida por Braga da Cruz juntam-se três novos vogais: Olinto Ravara, antigo deputado à Assembleia da República pelo PSD, João Begonha Borges, até ontem diretor do Banco Carregosa, e Luís Leal, que foi Presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, tendo ainda desempenhado funções como presidente e vice-presidente da Comunidade Intermunicipal do Baixo Mondego, informa o Jornal de Notícias. Sendo Luís Leal proveniente do distrito de Coimbra irá trabalhar no porto da Figueira da Foz (que pertence àquele distrito) cumprindo os intentos do Executivo de dar impulso ao PETI3+ na região.
“Cessámos esta segunda-feira as funções que desempenhámos na Administração do Porto de Aveiro desde maio de 2005, e na Administração do Porto da Figueira da Foz desde dezembro de 2008”, afirma José Luís Cacho, o presidente cessante da Administração do Porto de Aveiro. Refere o agora ex-presidente da administração que “em 2005 definimos como Visão 2015 para o Porto de Aveiro, o de ser um dos mais competitivos portos da fachada atlântica no transporte marítimo de curta distância, possuindo um amplo pólo logístico e industrial” e salienta que nos anos que liderou os dois portos “foram muitas as obras realizadas, representando um investimento que rondará os 160 milhões de euros”.

5 de março de 2015

Liebherr Reachstaker LRS 645


O novo Reachstacker LRS 645 da Liebherr oferece uma exclusiva lança telescópica curva, o máximo em alcance além de mais espaço no empilhamento de contêineres. Adicionalmente é possibilitado o simples carregamento e descarregamento de contêineres abaixo do nível, p.ex. no carregamento de navios fluviais, sem necessidade de implemento especial para contêiner. O acionamento hidrostático garante baixos custos operacionais e elevado conforto de trânsito.
O LRS 645 tem condições para, numa pilha de contêineres com 4 carreiras de altura e 3 carreiras de profundidade, movimentar o contêiner superior na segunda carreira, sem precisar remover o contêiner da carreira dianteira. Mesmo com 3 carreiras de altura e 3 carreiras de profundidade o LRS 645 alcança o contêiner superior na terceira carreira. 
            

Extreme Machines

Extreme Machines: Liebherr P 995 Pontoon XXL Marine Excavator - Inside & Jobreport - Bauforum24 Doku 

          

1 de março de 2015

Foto do dia


Atados de tubos

Atados de tubos carregados em navio, com destino a UK .




Bobinas de Papel

Descarga efectuada pela empresa de estiva AVEIPORT  no terminal norte do Porto de Aveiro . Sendo as bobinas arrumadas em armazém e posteriormente carregadas em camião. Bobinas essas que ficam em cima de placas de platex para sua própria proteção. Abaixo as fotos em armazém.




26 de fevereiro de 2015

Mais uma a caminho do porto de Aveiro

O porto de Aveiro e as gruas Liebherr. Mais uma a caminho, parece que mais estão a caminho e da mesma marca. Talvez melhores e mais recentes, a ver vamos. De Lisboa para Aveiro.