13 de janeiro de 2011

Navio guindaste SAIPEM 7000

Fundeado no Porto do Funchal desde segunda-feira, a passagem do navio guindaste SAIPEM 7000 não passou despercebida na Madeira.
O segundo maior navio grua do Mundo partiu esta terça-feira para o Golfo do México,  onde deverá chegar dentro de quatro semanas.                   
Este navio pertence à frota do armador italiano de construção 'off-shore' Saipem com escritório na Madeira. Apesar de este armador ter procedido ao registo de outros navios no Registo Internacional de Navios da Madeira, o certo é que o 'Saipem 7000' encontra-se registado nas Bahamas.
Construído no ano de 1985 nos estaleiros italianos de Fincantieri, foi lançado à água em 1986 e entrou ao serviço no ano de 1988. Pertence à classe dos navios grua semi submersível, tem 198 metros de comprimento, 87 m de boca (largura) e uma arqueação bruta de 172.000 toneladas.
Está equipado com dois guindastes giratórios com lança de 140 metros de comprimento, com capacidade para erguerem individualmente cerca de 7.000 toneladas, com raio de 42 metros. Como curiosidade de referir que este navio dispõe de um sistema de ancoragem bastante complexo pois são utilizadas 16 ancoras que garantem a estabilidade do mesmo durante os trabalhos de apoio às plataformas petrolíferas.
Ao nível das suas acomodações de salientar que este navio funciona igualmente como navio-hotel, pois disponibiliza um total de 800 camas, distribuídas por 30 cabines triplas, 335 camarotes duplos, 35 individuais e ainda cinco suites. Para além destas facilidades está ainda equipado com um hospital, uma sala de cinema e zonas de lazer.






3 comentários:

Manuel disse...

Interessante estas fotos do interior do navio, e impressionante o comprimento da lança das gruas.
Abraço,
Manuel

Paulo Olim disse...

Pois sem duvida alguma impressionante, e de noite penso que fica muito mais bonito, só tive perto no dia que se foi embora!

O Merlin esteve por lá umas 3 vezes...

Abraço
Paulo Olim
Asas Madeira

Anónimo disse...

É sem duvida uma obra de arte, um colosso de navio.
Orlando Miguel08
Abraço