10 de agosto de 2010

Carga para Israel

Carregou em Aveiro com destino a Israel, um navio russo com vários tipos de material. Um dos materiais já vinha a bordo do navio não ajudou em nada na estiva da madeira. Material esse que eram   atados de vigas de ferro, e a madeira foi arreada em cima desses atados como se pode ver nas fotos.





4 comentários:

Susana disse...

Bom Dia,
Obrigado pela V/ publicitação aos navios da Trana para Israel. Escrevo para vos tranquilizar e informar que a mercadoria do último navio de Israel chegou em perfeitas condições ao seu destino, Ashdod!!!
Continuação de bom trabalho.
Susana

ORLANDO MIGUEL 08 disse...

Deduzo que a Susana tenha assistido à carga do navio, e saiba do que está a falar, como estivador e colaborador deste blog fico contente que a carga tenha chegado em boas condições apesar da dificuldade de estivar a dita carga.
obrigado

Anónimo disse...

Durante anos a fio se carrega em Aveiro carga para Israel e, com a excepção do navio "Canakkale" que se afundou pouco depois de sair à barra de Aveiro - Os negligentes são fácilmente identificáveis mas reservo mais comentários -,não tem havido problemas de maior. De facto também o "Berkan B" largou Aveiro e teve problemas com a carga de convés mas o responsável foi só e apenas o Capitão do navio já que insitiu em saír depois de ter sido aconselhado pelos pilotos a não o fazer dadas as condições de quase tempestade.
Lembro as cargas "perfeitas" de navios com o convés repleto de paletes de garrafas de vidro vazias
onde a mestria dos estivadores, superiormente orientados pelos saudosos Cachinho e Armando (Vougamar) e mais recentemente pelo "incansável" Sebastião eram garante de operação segura.
O tipo de navio não tem muita influência na segurança da carga / estiva. Tem sim no rendimento das operações - os operadores só estão a ver números para a estatística. Já a imagem do porto, e a forma como se lá chega,são "desprezíveis".
O brio profissional tem de nortear todos. Por mim, como muitos de vós estivadores sabem, dou o meu melhor mas começo a ter duvidas se vale a pena.
Agora que comecei a aceder ao v/ blog vou certamente estar por aqui mais amiúde.

ORLANDO MIGUEL 08 disse...

Caro amigo, tenho de concordar consigo com a maior parte do comentário, e também tenho dúvidas se vale a pena!!!Mas como este é o nosso trabalho temos mesmo é que dignificar a nós próprios,pois só assim é que passamos uma boa imagem de nós mesmos. Posso adiantar que participei em inúmeras cargas dessas em convés, e sempre a carga ia bem travada e com o mínimo de folgas.É pena que ás vezes só mesmo quem não participou é que é reconhecido...enfim....palavras para quê? No meu caso a polivalência (conferente, manobrador, estivador)assim como vários colegas de trabalho vai ajudando a que o serviço seja bem feito...embora como o colega diz...ninguém repara nisso.Mas vamos estando por aqui para ir dando a cara por aquilo que fazemos.
obrigado por comentar.